ICPDA chora a morte do Pastor Filipe Cassinda

A Igreja Cheia da Palavra de Deus em Angola (ICPDA) chora a morte súbita do Pastor Filipe Paulino Afonso Cassinda, ocorrido Domingo, 3 de Fevereiro, durante o culto de acção de graças a Deus realizado na Paróquia de Belém, em Luanda.

O pastor teve o acidente cardio vascular (AVC) enquanto cantava o hino de agradecimento que em umbundo diz: Ca sunguluka nga, akuetu, Nda Yesu lika liae Ambata omindikisso, vali pi omanu vaé (Será justo que Cristo carregue a cruz onde estão os seus?).

Segundo a fonte familiar, na ocasião, o pastor convidou a Igreja que orasse para ele findo o qual foi transportado para o hospital do Prenda, local onde a equipa médica em serviço depois de algumas horas declara-o morto.

Com este acontecimento, a Igreja ficou sem palavras e para seu conforto recorreu simplesmente na passage bíblica do livro de Eclesíaste 3:1-2. “Tudo tem o seu tempo determinado debaixo do céu”.

De 56 anos de idade, natural de Nharea, Provínciua do Bié, o malogrado que residia no bairro Paraíso, Município do Cacuaco, foi baptizado a 11 de Novembro de 1985, pelo Pastor Joaquim Gil Domingos, no Centro Pastoral nº 1.

Dois anos depois do baptismo, o Pastor Filipe Cassinda, começa na Igreja a exercer a função de Secretário Administrativo da Paróquia de Belém e do Centro nº 1 bem como director adjunto dos Assuntos Sociais.

Após a consagração à diácono em 1996, o malogrado ostentou igualmente as categorias de evangelista, coordenador adjunto de Monte de Oliveiras, do Pastorado nº 7 e 10 e da Paróquia Efésios.

Filipe Paulino Afonso Cassinda consagrado ao Santo Mimistério no dia 30 de Janeiro de 2016 exerceu também em 2015 a função de director provincial de transportes até a data da sua morte

Casado com a diaconisa Maria Eugénia numa relacção que resultou em 8 filhos, 16 netos e 1 bisneto.

Uma delegação do CICA apresentou em nome da Secretária Geral, Revª Deolinda Dorcas Teca, mensagem de condolências, fortificando a Igreja e a família enlutada em Apocalipse 14:13 já que o nosso pastor combateu o bom combate e guardou a fé.

Pastor Filipe Paulino Afonso Cassinda foi a enterrar Quinta-feira, 7 de Fevereiro, no cemitério da Funda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *