4 de Abril: Igrejas decidem celebrar culto ecuménico

A histórica data que marca o dia de Paz e Reconciliação em Angola será mais uma vez comemorado com a celebração de um culto ecuménico de agradecimento à Deus em resposta as orações sobre o fim de guerra que assolava a nação.

O culto da celebração do 17º aniversário da Paz, de acordo com os líderes de várias Igrejas reunidas nos escritórios do CICA, em Luancda (28 de Fevereiro), terá lugar no mesmo dia, 4 de Abril, feriado em toda extensão do território nacional.

O encontro presidido pela Secretária Geral do CICA, Revª Deolinda Dorcas Teca, decidiu igualmente criar comissões de trabalho que tem por missão principal, preparar condignamente o culto ecuménico.

Na manhã de Terça-feira (06.03), as Igrejas voltaram a reunir pela segunda vez para dar sequência as questões pendentes ligadas a organização no que tange a logística, liturgia e finanças para o êxito da efeméride.

A Igreja em Angola anualmente tem dedicado o dia da Paz (04 de Abril) e da Independência (11 de Novembro), em orações a Deus por serem datas que marcam uma viragem decisiva no processo político e de desenvolvimento em Angola.

Recorde-se, foi a 4 de Abril de 2002 que o povo angolano presenciou com entusiasmo, no antigo Palácio dos Congressos, em Luanda, o abraço solidário entre filhos da mesma terra, até então separados pela guerra, numa cerimónia marcada pela assinatura do Memorando de Entendimento Complementar ao Protocolo de Lusaka (Zâmbia).

O documento, assinado pelo ex-chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas, General Armando da Cruz Neto, e do então responsável do Alto Comando das Forças Militares da Unita, Geraldo Abreu Muendo “Kamorteiro”, mudou o curso da História da República de Angola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *