IECA: Comunicado da Comissão Executiva Geral

SÍNODO GERAL

COMISSÃO EXECUTIVA

COMUNICADO FINAL

 

Sob o Lema: “Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão

acrescentadas” (Mt.6:33) reuniu-se a Comissão Executiva Geral de 27 a 31 de Março de 2019, na sede do Pastorado de Elavoko, Cidade de Moçâmedes, Sínodo Provincial do Namibe. O encontro serviu para fazer o balanço das acções desenvolvidas pelas dezoito Províncias de Angola onde a Igreja está implantada. O encontro contou com a participação de 103 delegados vindos das dezoito Províncias de Angola, incluindo os Reverendos Doutores Japhet Ndlovu – Secretário para África e Ásia e Samuel Dansokho – membro do Conselho de Direcção da Igreja Unida do Canada.

A agenda de trabalho contou com uma reflexão sobre as questões de ética e cidadania, alterações climáticas e o processo de eleições autárquicas previstas em Angola para 2020. Os relatórios de balanço do ano de 2018 das Direcções da Igreja a nível nacional, incluindo o relatório de auditoria externa, o relatório dos parceiros da Igreja Unida do Canadá, informações da Comissão Eleitoral visando à eleição do novo Secretário Geral da IECA e os assuntos administrativos ligados à transferência de obreiros e celebração de centenários das Igrejas do Cuanza Sul e Huila.

Depois de uma pronfunda reflexão e acesos debates, os delegados à Comissão Executiva Geral chegaram às seguintes conclusões e recomendações:

  1. Sobre a ética e a cidadania, que os dirigentes da Igreja primem por um comportamento exemplar, servindo de modelo para as novas gerações, no que concerne à conservação da fé e dos valores socialmente aceitáveis para promover a paz e a coesão nacional.
  2. A Comissão Executiva agradece os esforços empreendidos por Sua Excia. Presidente da República no combate a corrupção, nepotismo, fuga de capitais, assim como as

operações que visam a transparência na gestão da coisa pública e no resgate dos valores éticos e morais, entretanto, apela as autoridades a evitarem o uso da violência, a exemplo do que aconteceu com a cidadã Juliana Cafrique, vítima do execsso da força desproporcioanl,“não é justo perseguir as zungueiras sem encontrar alternativas”. A Comissão Executiva apela aos membros da IECA e cidadãos em geral a colaborarem nos processos que visam a dignificação da vida dos angolanos.

  1. Quanto as alterações climáticas, os delegados tomaram conhecimento do nível acelerado da degradação do meio ambiente, cujas consequências sendo, inundações ou secas já estão fazendo vítimas nas nossas comunidades. Pelo que, apelam aos seus fieis e aos cidadãos em geral à preservação do bem comum, a natureza e do ecossistema.
  1. A Comissão Executiva orou a favor das vítimas do Ciclone Idai que assolou o povo irmão de Moçambique, Zimbabwe e Malawi, assim como os irmãos e irmãs afectados pelas últimas chuvas que acometeram a Província de Benguela e os afectados pela seca cíclica nas Províncias do sul de Angola, pelo que, apela de igual modo aos seus fiéis à solidarizarem-se com as vítimas destas catástrofes naturais, contribuindo com o que têm.
  1. Os delegados à Comissão Executiva, acompanham com satisfação o processo de descentralização e desconcentração do poder e da riqueza que culminará com a realização das eleições autárquicas em 2020, pelo que apelam a educação das populações sobre a importância deste processo de formas a proporcionar uma interação e acção colectiva. Por isso, apelam aos Partidos Políticos a tornar este processo cada vez mais participativo primando pelo consenso.
  1. Quanto ao balanço das acções de 2018, os delegados deram nota positiva aos trabalhos realizados pela Igreja a nível de todo País. Tomaram de igual modo, o conhecimento do término do primeiro mandato do actual representante nacional da IECA, Sua Reverendíssima André Cangovi Eurico, a acontecer no primeiro semestre deste ano, pelo que, encorajam a Comissão Eleitoral a preparar o processo que conduzirá a eleição do novo representante da Igreja, dentro do espírito cristão que caracteriza a nossa Igreja.

 

  1. A Comissão Executiva recomendou que a Assembleia Geral Extraordinária e Eleitoral, seja realizada no fim do mês de Junho do ano em curso, no Sínodo provincial do Huambo.
  1. Os delegados receberam com satisfação o relatório da auditoria externa às contas da Igreja e dos projectos sociais referente ao exercício económico 2018 e encorajam os vários níveis de gestão da igreja a tomarem acções concretas que visam reduzir os níveis de riscos indicados nas recomendações do auditor.
  1. A Comissão Executiva Geral, recebeu com satisfação o relatório dos parceiros da Igreja Unida do Canadá, um dos fundadores da IECA em 1880, com a chegada dos primeiros missionários no cais da praia morena, Província de Benguela e trocaram experiências sobre o fortalecimento destes laços de parceria, que podem passar necessariamente por acções conjuntas dos projectos de elevação da fé.
  1. A agenda da Comissão Executiva Geral incluiu o culto de acção de graças e inauguração do Templo sede do Pastorado de Emanuel e as suas dependências no bairro cinco de Abril.
  1. Finalmente os delegados à Comissão Executiva agradecem o Sínodo Provincial do Namibe pela hospitalidade e acolhimento deste evento. Agradecem igualmente o Governo da Província do Namibe pelo apoio moral e segurança oferecidas para a realização efectiva deste certame.

 

“Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”, (Mateus 6:33).

 

Moçâmedes, Namibe aos 31 de Março de 2019

Os Delegados

S.Revma. André Cangovi, SG da IECA
Pastores da IECA (foto de arquivo)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *