Moçambique: Padre congolês assassinado na Beira

O padre católico Landry Ibil Ikwel, cidadão congolês, foi assassinado a 19 de Maio na Beira, centro de Moçambique. Os motivos do assassinato são desconhecidos, mas a polícia descarta os motivos dos vilões.

Padre Ikwel morreu no Hospital da Beira com graves ferimentos no abdómen e pescoço, informou a polícia local, retransmitida pelo site de informação Clube de Moçambique. O padre de 47 anos de idade foi atacado com facões em sua casa por várias pessoas não identificadas. A polícia acha que ele também pode ser envenenado.

Daniel Macuaca, chefe de polícia da Província de Sofala, contactado pela imprensa católica “La Croix Africa”, descartou a trilha de um acto de vilão. Nenhuma evidência de roubo foi encontrada na residência do padre.

O missionário congolês era membro da Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria e Director do Instituto para os Cegos da localidade da Beira. Segundo o Clube de Moçambique, o Padre Ikwel também esteve envolvido na luta contra a corrupção em Moçambique na comunidade católica de Sant’Egidio.

Cath.ch/Raphaël Zbinden

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *