Adesão: SBA em novembro membro da SBU

A Sociedade Bíblica em Angola (SBA) passará em novembro membro efectivo da Sociedade Biblica Unida (SBU), segundo afirmou na 9ªAssembleia Geral de balanço, o Revº Valente Tomás Tseco, Director Executivo da Sociedade Bíblica de Moçambique.

De acordo com as suas palavras, até a presente data, a Sociedade Bíblica em Angola trabalha como um escritório das Sociedades Bíblicas Unidas.

Para o pastor moçambicano, com base aos requisitos exigidos, o Conselho Administrativo da SBU reunido na sua segunda sessão ordinária, verificou e confirmou “estarem cumpridos os requisitos e condições necessárias para que a SBA se torne membro pleno”.

Por outro lado, o relatório da SBA apresentado pelo Conselho Administrativo arrancou aplausos ao anunciar, a instituição não possuir dívidas localmente e nem tão pouco no exterior, o que foi confirmado pelo parecer do Conselho Fiscal a Auditoria 2018.

O Revº Alberto Daniel, Secretário Geral da Igreja Evangélica Reformada de Angola (IERA), parabeniza a direcção da SBA, sob comando da Secretária Geral da SBA, Beatriz Hupa, pelo excelente trabalho realizado durante o exercício do bienio 2018/2019.

Na ocasião, a Missão Apostólica dos Crentes em Angola (MACA) foi aceite membro efectivo da Sociedade Bíblica em Angola enquanto a Igreja Evangélica Sinodal em Angola (IESA) outorgada com menção honrosa, fruto do seu contributo fiel no envio tal como recebe, as ofertas do Dia da Bíblia e o Rev Manuel Costa de Carvalho pela efectivação do Website.

“O apoio ao trabalho da SBA deve ser tarefa das Igrejas para que a mesma permaneça firme e capaz de ajudá-las na árdua tarefa de expandir o Evangelho e ganhar almas para Cristo”, defende a irmã Beatriz Hupa que ao mesmo tempo convida as demais denominações a afiliar-se nesta casa da bíblia.

O projecto da tradução da Bíblia em línguas nacionais mereceu igualmente atenção dos delegados à Assembleia. A Drª Riikka Halme Benerking, Consultora da SBA disse, a equipa de tradutores e revisores tem estado a utilizar novas técnicas de tradução o que tem sido útil com um melhoramento aceitável.

“Precisamos fazer uma boa tradução e equipar os nossos técnicos com condições aceitáveis de trabalho” referiu ao acrescentar, “na tradução é preciso paciência e o mais importante, estamos a monitorar progresso ao longo dos três anos”.

A SBA continua a trabalhar afincadamente com base no Plano Estratégico da instituição para o quinquénio 2018/2022 cujo quadro lógico perspectiva entre outros; a abertura de lojas de venda da Bíblia em todo território nacional; capacitar e equipar a SBA com as novas tecnologias de informação; construção de novas instalações bem como a compra de dois meios de transporte.

Os trabalhos da 9ª Assembleia Geral da SBA foram orientados pelo Presidente do Conselho Administrativo, Rev José Carlos e contou com a presença honrosa dos Secretários Gerais do CICA e AEA, respectivamente, Reverendos Deolinda Dorcas Teca e António Neves Mussaqui, assim como eminentes líderes religiosos e o Dr Castro Maria, Director do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR) adstrito ao Ministério da Cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *