Tailândia: Papa quer reaproximação com budistas  

Diante do Patriarca supremo dos budistas tailandeses, Somdej Para Mata Muneewong, o Papa Francisco pediu na Quinta-feira (21.11) para fortalecer o “diálogo aberto e respeitoso” entre suas religiões aguardando em particular, o surgimento de novas iniciativas comuns e concretas de caridade.

Em um templo ricamente decorado com dourados, um tapete vermelho e enormes buquês de rosas, o Papa Francisco prestou homenagem à grande tolerância dos budistas e, geralmente, de todos os tailandeses. Desde a chegada do cristianismo no país, há quatro séculos e meio, os católicos, embora minoritários, “desfrutaram de liberdade em sua prática religiosa”.

Sentado em poltrona sob uma estátua de Buda ao lado do 20º Patriarca Supremo Budista, o Conselho Supremo de monges Sangha e prelados católicos de sua delegação, todos descalços, como é habitual num lugar religioso, o Pontífice encorajou ambas as religiões a continuarem no caminho da “confiança e fraternidade mútuas” já alcançadas ao expressar também seu desejo de um “diálogo aberto e respeitoso pela paz e bem-estar” de todo o povo.

Cath.ch/Imedia/ah/rz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *