CICA em festa: Ecumenismo revitalizado no país  

O Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA), ao celebrar no passado dia 24 de Fevereiro, os 43 anos de existência que marcam o aniversário da sua fundação não mede esforços no seu trabalho com as Igrejas em prol do ecumenismo activo no país.

Para celebrar a efeméride, um leque de actividades foi agendo com vista a saudar o inesquecível “24 de Fevereiro de 1977” em que sete Igrejas reunidas na Central da Igreja Metodista Unida, sob a presidência de Sua Revma Bispo Emílio de Carvalho fundaram esta organização ecuménica sem fins lucrativos.

Este ano, a instituição outrora chamada Conselho Angolano de Igrejas Evangélicas (CAIE), celebrou seu aniversário sob o lema: “O vosso trabalho não évão no Senhor”, extraído do livro de I Coríntios 15:58.

A província do Uige, acolheuo acto central das comemorações presidida pela Revª Deolinda Dorcas Teca, Secretária Geral do CICA, realizada no passado sábado, 22 de Fevereiro, na Paróquia a Victória da Fé (ex-Mbemba-Ngangu) da Igreja Evangélica Baptista em Angola, IEBA, e contou com a presença de grande moldura de fiéis ansiosos de presenciar os resultados visíveis da importância do ecumenismo.

A nível das províncias, as Comissões Ecuménicas de Cooperação (CEC), que representam o CICA também comemoram amanhã, sábado, 29 de Fevereiro, o dia da fundação do Conselho com a realização de cultos ecuménicos e outras actividades não menos importantes.

Inicialmente, os líderes das Igrejas membros da instituição, cumpriram à letra o roteiro de troca de púlpitotraçado pelo CICA onde no Domingo dia 23 de Fevereiro cada um pregou numa congregação diferente a que dirige. Foi excelente este exercício que levou o Bispo Gaspar João Domingos da Igreja Metodista Unida (IMUA) a cultuar na Igreja Metodista Episcopal Africana Sião (IMEAS) em resposta, o Revº Bernardo João Ngunza retribuiu a visita. Por sua vez, o Revº Jeremias Kakinda líder da Missão Apostólica dos Crentes em Angola (MACA) e o Revº Lutiniko Landu da Igreja Evangélica dos Irmãos Menonita (IEIMA) trocaram igualmente os púlpitos.

Como se pode imaginar, a tarefa de conectar diferentes instituições religiosas, não é fácil, porém, apesar da sua complexidade, o CICA prova a Igreja e a sociedade angolana, aos parceiros nacionais e internacionais que, está a altura dos objectivos que ocasionou a sua criação. Segundo a constituição,esta organização ecuménica de Igrejas tem como finalidade; desenvolver e estreitar a cooperação entre elas em Angola antes distanciadas; Servir de elo de ligação entre os seus membros constituintes e outras organizações nacionais e internacionais congéneres e também com o Estado sempre que necessário. É missão do CICA, servir a humanidade promovendo e facilitando a participação cívica das organizações, fortalecendo as capacidades das Igrejas cristãs em Angola, através de programas tais como: evangelização, cooperação e ecumenismo; educação, ensino e treinamento; cidadania, género, paz e direitos humanos; desenvolvimento comunitário sustentável; desenvolvimento institucional e prestação de serviços; saúde, VIH e SIDA, doenças endémicas; documentação, informação e literatura. Os membros co-fundadores do CICA são: O Conselho das Igrejas Evangélicas de Angola Central, actual Igreja Evangélica Congregacional (IECA), Igreja Metodista Unida (IMUA), Igreja Evangélica Baptista (IEBA), Igreja Evangélica de Angola (IEA), Igreja Evangélica do Norte de Angola hoje, Igreja Evangélica Reformada (IERA); Missão Evangélica Pentecostal (MEPA) e a Igreja Kimbanguista. Entretanto, após a sua fundação, em Maio do mesmo ano, o Conselho elege os seus principais dirigentes, sendo Presidente o Bispo Emílio de Carvalho, Vice-presidente, Revº Henriques Etaungo Daniel e Secretário Geral, o Revº Daniel Ntoni-Nzinga. Actualmente, o CICA conta com 20 Igrejas e 2 instituições religiosas. Para admissãoà membro, outros processos encontram-se em estudo. Nas Províncias, o CICA está representado pelas Comissões Ecuménicas de Cooperação (CEC’s), formadas pelas Igrejas locais membros do Conselho.

Parceria 

O Conselho, além de boa parceria com a Igreja Católica Romana através da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), Aliança Evangélica de Angola (AEA) e outras instituições religiosas e ONG no país, é membro do Fórum dos Conselhos de Igrejas da África Austral (FOCCISA), da Conferência de Igrejas de Toda a África (CITA) e do Conselho Mundial de Igrejas (CMI). É ainda parceiro de outros Conselhos Nacionais de Igrejas, bem como de Igrejas e Organizações religiosas no estrangeiro. É de realçar, continuam boas, as relações de parcerias entre o Conselho e as instituições do Estado. Desde a fundação do Conselho, já foram Secretários Gerais deste barco ecuménico de Igrejas em Angola, os Reverendos Daniel Ntoni-Nzinga (Igreja Evangélica Baptista), José Belo Chipenda e Augusto Chipesse (Igreja Evangélica Congregacional), Bispo Gaspar João Domingos e Revº Francisco Bernardo Neto (Igreja Metodista Unida), Revº Luís Nguimbi (Igreja Evangélica de Angola). Actualmente o barco ecuménico das Igrejas é dirigidopela Revª Deolinda Dorcas Teca (Igreja Evangélica Reformada), cumprindo assim o segundo mandato desde a sua eleição aocargo em 2012.

Daniel Ntango

Aniversário do CICA (imagem de arquivo)
Aniversário do CICA (imagem de arquivo)
Aniversário do CICA (imagem de arquivo)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *